Erundina diz que vai rever candidatura, e movimento no Twitter pede que ela fique

Débora Melo e Janaina Garcia
Do UOL, em São Paulo

Internautas iniciaram no microblog Twitter o movimento "Fica Erundina" após a pré-candidata a vice na chapa de Fernando Haddad (PT) pela Prefeitura de São Paulo, deputada federal Luiza Erundina (PSB-SP), dizer em entrevista ao site da Veja que iria "rever" sua candidatura após o anúncio da aliança entre Haddad e o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP).

A coligação foi anunciada na tarde desta segunda-feira (18), e Erundina, que foi indicada como vice na chapa de Haddad na sexta (15), afirmou não aceitar a aliança com Maluf. "Eu pessoalmente não vou aceitar. Vou rever minha posição”, disse na entrevista.

Em resposta, internautas criaram a hashtag #ficaErundina. O assunto foi um dos mais comentados do dia.

“Vamos juntos derrotar os tucanos. Maluf é mero coadjuvante, não vai apitar em nada”, disse uma internauta. “Deputada, você tem de entender que a aliança foi com o partido e não com o Maluf”, disse outro.

 

O apoio de Maluf foi anunciado na casa dele, na zona sul da capital paulista, e contou com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Haddad explica a aliança com PP

A estimativa é que a aliança dê a Haddad 1m43s a mais de tempo na propaganda eleitoral de rádio e TV, totalizando 7min51s, contra 6min43s do pré-candidato do PSDB, José Serra.

Tanto Haddad quanto Maluf festejaram a aliança, que foi classificada de “necessária para a cidade de São Paulo”.

Em entrevista à “Folha de S.Paulo” publicada ontem (17), Erundina (PSB) já havia dito que a presença de Maluf em eventos públicos seria "contraproducente do ponto de vista eleitoral".

Questionado nesta segunda-feira sobre estar do mesmo lado de duas antigas adversárias na campanha --Erundina e Marta Suplicy (PT)--, Maluf disse que o momento é de olhar para frente. “Erundina foi uma excelente prefeita, assim com a Marta também foi. Não adianta olhar pelo retrovisor, temos que olhar para o para-brisa”, disse.

"Aliança com o Maluf e vice nosso são conflitantes", diz PSB

Para o presidente municipal do PSB, vereador Eliseu Gabriel, a aliança do PT com o PP de Maluf “não estava no tabuleiro”.

Ele disse que a executiva local não foi comunicada pelos petistas sobre o acordo com o ex-prefeito, mas evitou dizer se isso passou sobre a aliança firmada semana passada com os socialistas.

“Vemos com preocupação a posição da Erundina. Quero conversar com ela e com o PT, pois, de fato, ela de vice e o apoio do Maluf são duas situações conflitantes. Precisamos calcular se o tempo de TV ganho com o PP compensa o tempo perdido em explicar essa coligação”, disse o parlamentar.

Segundo Gabriel, porém, a união dos petistas com o ex-prefeito não deve alterar a decisão de apoio à candidatura de Haddad”.

“O compromisso do apoio não mudou. Teremos de acertar outros detalhes, apenas”, disse, sem especificar se entre os “detalhes” se cogita a indicação de outros nomes do quadro do PSB para compor a chapa.

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos