Alan Marques/Folhapress

Processo de impeachment

Movimento pró-impeachment, MBL elege um prefeito e sete vereadores

Bárbara Libório

Do Aos Fatos, em São Paulo

  • Reprodução/Facebook

    Zé Pocai (PPS) foi único prefeito eleito com vínculo com o MBL

    Zé Pocai (PPS) foi único prefeito eleito com vínculo com o MBL

O MBL (Movimento Brasil Livre) lançou 45 candidatos a vereador e um candidato a prefeito nas eleições deste ano, mas conseguiu eleger apenas sete candidatos às câmaras municipais, além do prefeito do município de Monte Sião (MG), Zé Pocai (PPS).

O movimento foi um dos catalisadores das manifestações contra o governo da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) em 2015 e 2016.

Apesar de se declarar apartidário, promoveu candidaturas de legendas de diferentes vertentes ideológicas --do DEM ao PSB.

Reprodução
Fernando Holiday foi eleito vereador em São Paulo pelo DEM

As votações mais expressivas ocorreram em Maringá (PR), onde o candidato Homero Marchese (PV) foi o vereador mais votado, com 6.533 votos, ou 3,47% do total.

Em São Paulo, Fernando Holiday (DEM), um dos líderes dos protestos das ruas, recebeu 48.055 votos e ficou em décimo terceiro lugar entre os vereadores.

Além deles, foram eleitos Ramiro Rosário (PSDB), em Porto Alegre-RS, com 4.676 votos; Filipe Barros (PRB), em Londrina-PR, com 4.227 votos; Marschelo Meche (PSDB), em Americana -SP, com 1.372 votos; Carol Gomes (PSDB), em Rio Claro-SP, com 1.204 votos; e Léo Braga (PSDB), em Sapiranga-RS, com 869 votos.

Em Monte Sião, Zé Pocai recebeu 5.944 votos e com 43,28% dos votos válidos levou a prefeitura da cidade mineira que tem população estimada de 23.238 habitantes. A cidade não tem segundo turno.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos