Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://eleicoes.uol.com.br/2016/album/2016/10/30/veja-a-trajetoria-de-artur-virgilio-neto-reeleito-prefeito-de-manaus.htm
  • totalImagens: 13
  • fotoInicial: 1
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20161030194431
    • Arthur Virgílio [21690];
    • Manaus [5087]; Amazonas [5086];
    • Eleições 2016 [76474]; PSDB [11912];
Fotos

Artur Virgílio Neto (PSDB) foi reeleito prefeito de Manaus para um mandato de mais quatro anos. O tucano, que aparece na foto após votação no Colégio Amazonense Dom Pedro 2º, venceu Marcelo Ramos (PR) no segundo turno. Confira sua trajetória em fotos Edmar Barros/Futura Press/Folhapress Mais

Artur Virgílio Neto nasceu em 15 de novembro de 1945, sendo o primeiro dos três filhos de Isabel Vitória e Artur Virgílio Filho. Seu contato com a política se deu já na infância: o pai foi deputado estadual no Amazonas entre 1947 e 1959. Em 1959, passou a ser deputado federal, o que obrigou o jovem Virgílio Neto a se mudar para o Rio de Janeiro. O pai do prefeito reeleito de Manaus ainda foi senador de 1963 a 1969, até ser cassado. O avô do tucano, que aparece na foto em pé, também foi político Arquivo Pessoal Mais

A primeira eleição ao cargo de deputado federal ocorreu em 1982, pelo PMDB. Virgílio Neto (à esq.) ainda cumpriu outros mandatos na Câmara, sendo eleito em 1994 e 1998, com atitude de liderança no governo do então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Na foto, o amazonense aparece frente a frente com o então deputado José Genoino (PT, à dir.), em 9 de novembro de 1999 Alan Marques/Folhapress Mais

Artur Virgílio Neto, que além de político é diplomata, ocupou a cadeira de prefeito de Manaus pela primeira vez em 1988. Ele venceu a eleição pelo PSB com direito a derrota sobre o ex-governador Gilberto Mestrinho. Dois anos antes, Virgílio Neto havia perdido a eleição para governador do Amazonas Arquivo Pessoal Mais

Artur Virgílio Neto só viria a entrar no PSDB em 1989. O político atuou como um dos fundadores do partido. Na foto de 22 de junho de 1997, o tucano aparece já como deputado e secretário-geral do PSDB Sérgio Lima/Folhapress Mais

Na sequência da carreira como deputado, o político amazonense conseguiu se tornar ministro no fim da gestão de Fernando Henrique Cardoso (ao centro) na Presidência da República. Virgílio (à esq.) foi ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República entre 2001 e 2002 Lula Marques/Folhapress Mais

Em 2002, Virgílio (ao centro) conseguiu se eleger para senador pelo Amazonas. O tucano tornou-se líder da bancada do PSDB na casa em 2003 e atuou como um dos principais nomes da oposição ao governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), entre 2003 e 2011. Em agosto de 2009, defendeu o afastamento de José Sarney (PMDB, à esquerda), então presidente do Senado, e acabou denunciado pelos peemedebistas no Conselho de Ética da Casa. A denúncia acabou sendo arquivada Lula Marques/Folhapress Mais

O desejo de ser governador do Amazonas voltou à tona em 2006. Após perder a eleição muito jovem em 1986, o então senador se viu com mais chances para o novo pleito. Mesmo assim, não teve sucesso: ficou em terceiro lugar com apenas 5,51% dos votos - o eleito em primeiro turno foi Eduardo Braga (PMDB), com 50,63%. Na foto, o político amazonense aparece com o então candidato a presidente Geraldo Alckmin (PSDB) em campanha pelo Amazonas Alberto Cesar Araújo/Correio Amazonense Mais

Virgílio Neto viria a sofrer mais uma derrota em 2010. Na tentativa de se reeleger para o Senado, ficou também em terceiro lugar - os eleitos foram Eduardo Braga (PMDB) e Vanessa Grazziotin (PCdoB) Arlesson Sicsu Mais

A volta de Artur Virgílio Neto ao poder ocorreu em 2012, contra uma velha conhecida. Rivais na eleição para o Senado em 2010, Virgílio Neto e Vanessa Grazziotin disputaram a Prefeitura de Manaus. O tucano foi eleito em segundo turno com 65,95% dos votos, dando o troco na rival e voltando a vencer um pleito após dez anos Odair Leal/Folhapress Mais

Em 2016, Artur Virgílio Neto buscou a reeleição para a Prefeitura de Manaus. A coligação do político inclui até o PMDB, do senador e ex-rival Eduardo Braga. O tucano liderou o primeiro turno com 35,17% dos votos e no segundo turno enfrentou Marcelo Ramos (PR) Reprodução/Facebook Mais

No domingo (30), Artur Virgilio Neto votou no Colégio Amazonense Dom Pedro 2º, em Manaus Edmar Barros/Futura Press/Folhapress Mais

O prefeito de Manaus, Artur Virgílio Neto (PSDB), 70, foi reeleito. Desde 2004, o eleitor da capital do Amazonas não reelegia um prefeito."Pensei seriamente em não concorrer. Mas eu não seria ético, tendo a oportunidade da reeleição, não disputar. Eu via a nominata de candidatos valorosos, mas que não reuniram a necessária experiência para governar Manaus", afirmou durante comemoração Divulgação Mais

Veja a trajetória de Artur Virgílio Neto, reeleito prefeito de Manaus

UOL Cursos Online

Todos os cursos