"Tristíssima", Dilma decreta luto de três dias por morte de Eduardo Campos

Do UOL, em Brasília

  • Roberto Stuckert Filho - 17.dez.2013/PR

    Presidente, Dilma Rousseff e o então governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), em foto do ano passado

    Presidente, Dilma Rousseff e o então governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), em foto do ano passado

A presidente Dilma Rousseff (PT) decretou luto oficial de três dias pela morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB), que era candidato a presidente nas eleições deste ano. A presidente disse ainda estar "tristíssima" e declarou que Campos era uma "grande liderança política".

O candidato do PSB à Presidência morreu aos 49 anos em um acidente com um avião por volta das 10h desta quarta-feira (13) em Santos (72 km de São Paulo). A aeronave modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, vinha do Rio de Janeiro e tinha sete pessoas a bordo. O Corpo de Bombeiros confirmou que não há sobreviventes.

"O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro", diz trecho da nota, replicada depois no Twitter de Dilma.

Dilma, que concorre à reeleição e enfrentaria Eduardo Campos nas urnas em outubro, afirmou ainda que "eventuais divergências políticas" sempre seriam "menores que o respeito mútuo" entre eles. Campos fazia parte do governo Dilma Rousseff até 2013, quando seu partido, o PSB, entregou os cargos no governo federal.

Políticos de vários partidos também lamentaram a morte do pernambucano.

Veja abaixo a íntegra da nota:

"O Brasil inteiro está de luto. Perdemos hoje um grande brasileiro, Eduardo Campos. Perdemos um grande companheiro.

Neto de Miguel Arraes, exemplo de democrata para a minha geração, Eduardo foi uma grande liderança política. Desde jovem, lutou o bom combate da política, como deputado federal, ministro e governador de Pernambuco, por duas vezes.

Tivemos Eduardo e eu uma longa convivência no governo Lula, nas campanhas de 2006, 2010 e durante o meu governo.

Estivemos juntos, pela última vez, no enterro do nosso querido Ariano Suassuna. Conversamos como amigos. Sempre tivemos claro que nossas eventuais divergências políticas sempre seriam menores que o respeito mútuo característico de nossa convivência.

Foi um pai e marido exemplar. Nesse momento de dor profunda, meus sentimentos estão com Renata, companheira de toda uma vida, e com os seus amados filhos. Estou tristíssima.

Minhas condolências aos familiares de todas as vítimas desta tragédia.

Decretei luto oficial de 3 dias em homenagem à memória de Eduardo Campos. Determinei a suspensão da minha campanha por 3 dias.

Dilma Rousseff"

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos