28/10/2010 - 16h16

Serra pede que mineiras conquistem votos de seus pretendentes

Rodrigo Bertolotto
Enviado especial do UOL Eleições
Em Uberlândia

“Se você é uma menina bonita, tem que conseguir 15 votos. Pegue a lista de pretendentes e mande um e-mail. Fale que quem votar em mim tem mais chance com você”, pediu o presidenciável  tucano, José Serra, diante de simpatizantes em Uberlândia (MG), nesta quinta-feira (28).

Em sua terceira visita a Minas Gerais no segundo turno, o candidato inovou seu discurso ao pedir votos diante de um auditório animado em clube da cidade.

O clima de festa foi garantido por grupos de batucada e fanfarra contratados, além de cerca de cinco ônibus vindos de Belo Horizonte com militantes, que recebem R$ 40 por dia. Para completar, Aécio Neves, senador eleito pelo PSDB-MG, causou gritos do público feminino e coro e cânticos do masculino.

A agenda mineira começou com um atraso de duas horas e meia do previsto inicialmente, mas o político soube se desculpar. “Fiquei até às 4h da manhã gravando o programa de encerramento [do horário eleitoral]. O pessoal falou até para cancelar a vinda a Minas. Mas aqui eu venho para me revigorar”, disse o tucano.

O paulista não poupou elogios ao Estado e seus habitantes. “Minas é o centro do país. É a síntese. E Minas vai decidir essa eleição”, afirmou em seu pronunciamento. No primeiro turno, sua principal rival, a petista Dilma Rousseff, ganhou entre os mineiros e também na cidade de Uberlândia.

Os militantes distribuíam adesivos com a frase “Agora Minas é Serra”, o que contrastava com o cenário no primeiro turno, quando a propaganda política de Aécio e do governador eleito, Antônio Anastasia (PSDB), quase não trazia referência ao candidato tucano ao Planalto. Serra disse que já tem um programa para Minas acertado com Anastasia e Aécio.

Além de citações já usadas em sua campanha, como fazer referência à Bíblia, falar que está de “coração leve e cabeça erguida” e comentar o “rol de escândalos” do governo federal, Serra aproveitou a crítica feita por um sindicalista bancário da região ao governo e afirmou que Lula privatizou a Caixa e o Banco do Brasil. “Esses bancos têm que servir o povo, não a grupos”, afirmou.

Serra apoia posição do Papa Bento 16 orientando bispos sobre política

“Eu não ouvi as declarações, mas elas são até previsíveis. O Papa é o líder mundial da Igreja Católica e tem o direito e a liberdade de dar suas opiniões e orientar os bispos”, disse Serra ao comentar, em entrevista coletiva, a fala do Papa Bento 16 em reunião com bispos do Brasil. O Papa condenou o aborto e afirmou que os religiosos têm "o grave dever de emitir um juízo moral também em matérias políticas".

Em uma campanha de segundo turno marcada por temas religiosos, esta é apenas mais uma página. Ambos os candidatos visitaram igrejas e se reuniram com lideranças para não perder votos entre o público mais conservador.

A própria CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), mais especificamente a Regional Sul 1, emitiu nota em agosto sugerindo que os fiéis não votassem em candidatos do PT por conta de seus posicionamentos em assuntos como o aborto.

Tom emotivo

Aécio e Anastasia fizeram discursos empolgados no auditório do Clube Uberlândia, um salão em art decó da década de 50 do século passado. “Temos que votar em Serra para o país estar em sintonia com Minas. Vai ser uma parceria”, disse Aécio em sua fala.

Já Anastasia lembrou as vitórias dele para governador e de Aécio e Itamar Franco, também presente, para o senado. “Fizemos barba, cabelo e bigode elegendo a mim, ao Aécio e ao Itamar. Agora, a tarefa para ficar completa é José Serra presidente do Brasil.”

Serra completaria seu périplo por Minas viajando para Montes Claros, no norte do Estado, para realizar uma carreata e encontros. Amanhã (29), ele vai para o Rio participar do debate promovido pelo TV Globo.

Sites relacionados

Siga UOL Eleições

Hospedagem: UOL Host