Porto Ferreira (SP)

Quase dez anos depois de prisão de vereadores por pedofilia, escândalo ainda marca cidade

Após 9 anos, moradores dizem que história do município está manchada

Em Porto Ferreira, cidade que ficou conhecida em 2003 por causa da prisão de seis vereadores acusados de envolvimento com menores de idade, os moradores dizem que a história já foi superada. Atualmente, as principais reclamações são com o acesso à saúde e os usuários de crack da cidade.

Ana Paula Rocha, Bárbara Therrie e Yuri Catelli

Do UOL, em Porto Ferreira (SP)

Em Porto Ferreira (228 km de São Paulo), que há nove anos era destaque nacional pela prisão de seis vereadores acusados de envolvimento com menores de idade, pouco ainda se fala sobre o assunto. Alguns moradores demoram a lembrar o que aconteceu de polêmico na cidade em 2003. Entretanto, basta pronunciar as palavras meninas e vereadores para que as pessoas demonstrem rapidamente lembrar muito bem do que viveram.

"Foi o maior bafafá na cidade", lembra a doméstica Raquel Pereira Leme. "Os vereadores tinham culpa, porque eles não podiam levar menores de idade para chácaras para fazer este tipo de coisa", afirma a promotora de vendas Samanta Aparecida de Luca. As denúncias indicaram que vereadores e empresários pagavam de R$ 30 a R$ 50 a meninas para manter relações sexuais com elas ou participar de jogos sexuais. Seis vereadores envolvidos foram condenados, em primeira e em segunda instância, por crime contra os costumes, liberdade sexual e corrupção de menores. O atual prefeito, Mauricio Sponton Rasi (PT), era delegado na época e investigou o caso.  O UOL visitou a cidade dentro do projeto UOL Pelo Brasil --que percorrerá municípios em todos os Estados do Brasil durante a campanha eleitoral deste ano.

Praticamente todos os entrevistados pela reportagem concordaram que a denúncia e toda a investigação que resultou dela mancharam a cidade, mas talvez o fato de a pena imposta contra os vereadores já ter sido cumprida faça com que alguns moradores julguem que a história é superada na cidade. "Houve o comentário e passou. Como passa em qualquer outro lugar, né?", conclui Lia Leite Cardoso, comerciante.

Moradores reclamam de saúde e usuários de drogas

Se a polêmica sobre o escândalo parece superada, hoje os moradores de Porto Ferreira reclamam do funcionamento do sistema de saúde e do aumento na quantidade de usuários de drogas, principalmente do crack.

Uma das reclamações mais frequentes é a dificuldade em conseguir remédios nos postos de saúde. “Muita gente vai ao postinho e sai de lá sem medicamento. O certo seria ser atendido e já sair com o medicamento na mão, e aqui não tá sendo o caso. Você vai lá e nunca acha remédio”, conta a auxiliar de limpeza Maria Aparecida da Mota. A pensionista Maria José de Assis conta que por seis meses tentou conseguir uma medicação para o filho nos postos, mas não conseguiu. “Só este mês eu consegui achar no posto, porque eu estava mantendo ele há seis meses”, reclama.

  • 3953
  • true
  • http://eleicoes.uol.com.br/2012/enquetes/2012/09/03/voce-votaria-em-condenados-por-crimes-envolvendo-pedofilia-mesmo-que-eles-tivessem-cumprido-pena-e-fossem-elegiveis.js

O Departamento Municipal de Saúde informa que a distribuição é feita de acordo com um decreto federal que determina diversas obrigações e que muitos usuários não aceitam a existência de um protocolo para a dispensação dos remédios e declaram que o município não atende aos seus pedidos. De acordo com o decreto n°. 7.508/2011, as medicações devem ser oferecidas apenas quando prescritas por profissionais ligados ao SUS, e em unidades do SUS, e devem estar em conformidade com a Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename) e com as diretrizes estaduais e municipais impostas. Essas regras seriam o motivo de em alguns casos os moradores não conseguirem os medicamentos dos quais precisam.

Hoje há violência dentro da cidade e falta de segurança

Ailton Cesar de Souza, caminhoneiro

Quem mora em Porto Ferreira relata ter percebido nos últimos anos um aumento na quantidade de usuários de drogas. É o caso do caminhoneiro Ailton Cesar de Souza, que vive na cidade há 39 anos. “Há violência e falta de segurança. Muitos jovens têm entrado na droga. E quando falta o dinheiro eles optam pelo roubo”, conta.
 
O atendimento médico a usuários de drogas que procuram ajuda no SUS é feito em cidades vizinhas que têm serviços especializados. De janeiro a abril de 2012, o Departamento Municipal de Saúde encaminhou 99 pacientes para as cidades vizinhas de Santa Rita do Passa Quatro e Araraquara. O Departamento não soube informar quantas pessoas receberam o mesmo tipo de atendimento no ano passado, para que fosse feito um comparativo.
 
A reportagem do UOL foi abordada por uma usuária no dia em que esteve em Porto Ferreira. A mulher se escorou no carro da equipe e pediu R$ 10. Após algumas negativas, ela confessou: “É só pra eu comprar uma pedra”.

Líder comunitária mira Tiririca para ser vereadora

Maria Aparecida Batista Zanelato é a presidente da Associação de Moradores do Bairro Jardim Anésia 2, que tem cerca de 3.000 moradores. Mas, na verdade, ninguém a chama por esse nome em Porto Ferreira. Maria Aparecida é a Côti, que trabalha como faxineira e vende salgados. Mesmo sem ter concluído o Ensino Fundamental, ela planeja se candidatar como vereadora nas próximas eleições --para as deste ano, não pôde por não ter se filiado a nenhum partido em tempo hábil. Ela promete que, se eleita, vai doar R$ 1.000 do salário de vereadora para melhorias no bairro. Atualmente, um vereador de Porto Ferreira ganha R$ 2.357,19.

O bairro que ela representa ainda é chamado por muitas pessoas de "favela" e é um dos mais vulneráveis do município. Hoje com cerca de 2.800 pessoas vivendo em pelo menos 395 imóveis, começou a ser ocupado ilegalmente no início da década de 1990. A área pertencia à antiga Ferrovia Paulista SA (Fepasa) e à Rede Ferroviária Federal SA (RFFSA). Em 2009 a Prefeitura de Porto Ferreira assumiu provisoriamente a posse dos terrenos do bairro. Desde então foram feitos diversos levantamentos sobre o bairro e negociações com órgãos ligados ao governo federal para regularização da área. Entre eles, o Ministério do Planejamento, que detém a atribuição de deliberar sobre a massa falida da extinta Rede Ferroviária Federal.

Atualmente é a Gerência Regional do Patrimônio da União que responde pela área. De acordo com a prefeitura, a Gerência aguarda que o inventário da RFFSA seja concluído para que seja feita a cessão das áreas para o município de Porto Ferreira. Ainda conforme a prefeitura, há um projeto de urbanização pronto para ser apresentado ao PAC 3 (Programa de Aceleração do Crescimento) em 2013.

Diário de Bordo

  • Yuri Catelli/UOL

    Leia mais curiosidades e histórias das viagens; conheça o projeto UOL pelo Brasil

  • Condenado tenta se eleger vereador

    Dos seis vereadores condenados por envolvimento em pedofilia em Porto Ferreira, apenas um deles ainda continua na política municipal. João Lázaro, que em 2008 se elegeu como vereador suplente, está tentando novamente uma cadeira no Legislativo pelo PT.

Capital da Cerâmica

  • Yuri Catelli/UOL

    Cidade ostenta no principal pórtico o título de “Capital da Cerâmica”. No final da década de 20 do século passado, foi fundada a cerâmica Fábrica de Louças de Porto Ferreira, que deu início à industrialização no município.

Morte de jornalista também marca Porto Ferreira

  • André Porto/Folhapress

    Em 2007, o jornalista Luiz Carlos Barbon Filho, 37, foi morto com dois tiros em um bar de Porto Ferreira. Em 2003, ele foi um dos que denunciaram o esquema de exploração sexual de menores de idade. Barbon também havia feito denúncias contra a atuação policial no município.

Candidatos respondem a perguntas de eleitores

Vice-prefeito é suspeito de infidelidade partidária

  • Yuri Catelli/UOL

    Candidato à Prefeitura de Porto Ferreira (PT), o atual vice-prefeito, Saldanha Cougo, recorre junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de uma decisão do TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo) que pediu a cassação do mandato dele. Cougo é acusado de infidelidade partidária.

Cidade: Porto Ferreira
Estado: São Paulo
Distância da capital: 228 km
População: 51.400 (2010)
PIB per capita: R$ 17.414,27 (2009)
Área (em km²): 244,906
Número de eleitores: 39.559
Data de fundação: 29 de julho de 1896

Mais UOL pelo Brasil

  • Capital de Goiás 'exporta' periferia e problemas para município vizinho

  • Arte UOL

    Juiz de João Lisboa (MA) se antecipa ao TSE, cria blog e exige transparência de candidatos

  • Arte UOL

    Simões Filho (BA) questiona fama de "capital da morte", mas tem violência como mote

  • Arte UOL

    Presidente Kennedy (ES) tem milhões de reais em caixa, mas falta de água e esgoto

  • Arte UOL

    Candidatos da região serrana do Rio usam tragédia e fazem campanhas milionárias



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos