Igreja Renascer fecha apoio a Celso Russomanno

Julianna Granjeia
Do UOL, em São Paulo

Após flertar com a candidatura à Prefeitura de São Paulo de José Serra (PSDB), a Igreja Renascer fechou apoio a Celso Russomanno, do PRB --partido ligado à Igreja Universal do Reino de Deus.

O apoio da igreja evangélica, comandada pelo apóstolo Estevam Hernandes e pela bispa Sônia, foi negociado pelo deputado estadual Campos Machado (PTB) --responsável pelo conselho político da campanha de Russomanno.

Machado se reuniu na semana passada com o deputado federal Marcelo Aguiar (PSD-SP), representante da igreja na bancada. O apoio foi formalizado nesta semana.

Em evento promovido pela FGV (Fundação Getulio Varga), na tarde desta quinta-feira (6), Russomanno --que se declara católico-- afirmou que não comentaria mais sobre religião.

"A imprensa tem dado muita ênfase a isso. Minha campanha tem pessoas de todas religiões, inclusive ateus. Quem é católico vai ser perseguido agora? Quem é evangélico vai ser perseguido? São todos brasileiros, eleitores e cidadãos. Isso é perseguição à igreja, às pessoas, é um absurdo. Não estamos disputando cargo de papa, mas sim de prefeito", afirmou o candidato hoje, durante conversa com alunos da faculdade.

O presidente nacional do partido de Russomanno e coordenador da campanha é Marcos Pereira, bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus. O pastor Vinicius Carvalho, também licenciado da igreja, é presidente estadual do PRB e responsável pela agenda do candidato.

Pereira foi vice-presidente da Record antes de ser presidente do PRB.

Problemas na Justiça

Em junho deste ano, o STF (Supremo Tribunal Federal) determinou o arquivamento de uma ação penal contra fundadores da Igreja Renascer em Cristo, Estevam e Sonia Hernandes, que corria na Justiça Estadual de São Paulo por suposta prática de lavagem de dinheiro.

Eles eram acusados de comandar uma organização criminosa que utilizava a estrutura religiosa e de empresas vinculadas à Igreja para lavar o dinheiro.

A denúncia apontava que eles arrecadavam grande volumes de dinheiro dos fiéis, que eram "ludibriados" pelo casal.

Ainda de acordo com acusação, os recursos eram utilizados em proveito do casal e de terceiros, "desvirtuando as atividades eminentemente assistenciais e aplicando seguidos golpes".

Estevam e Sonia chegaram a ser presos nos Estados Unidos, em 2007. Quando chegavam àquele país, eles declararam que não carregavam mais de US$ 10 mil, mas portavam US$ 56 mil.

No dia 22 agosto, a Justiça paulista condenou a Igreja Renascer em Cristo a pagar 50 salários mínimos (cerca de R$ 30 mil) de indenização a Matheus Ribeiro Nascimento, uma das vítimas do desabamento de um templo religioso na zona Sul de São Paulo, em 2009. Desde o ocorrido, a Igreja Renascer tem colecionado derrotas na Justiça.

A Justiça também estipulou que Luiz Flavio Vieira Jurity deveria ser indenizado, em R$ 51 mil, por ter sofrido um corte na cabeça e uma fratura no fêmur em virtude da queda do telhado do templo.

O desabamento do templo deixou nove mortos e mais de 100 feridos.

Após as controvérsias, o jogador do Real Madrid Kaká e sua mulher Caroline Celico deixaram de frequentar a igreja, em 2010.

Fiéis

Segundo dados do último censo do IBGE, divulgado em junho deste ano, houve uma expansão das religiões evangélicas, que atraíram 16,1 milhões de fiéis em dez anos e hoje somam 42,3 milhões (22,2% da população).

Dentre as religiões evangélicas, as que tiveram maior expansão foram as de origem pentecostal, como Assembleia de Deus e Evangelho Quadrangular.

As religiões de origem pentecostal têm forte presença entre a população jovem, especialmente entre as mulheres em idade reprodutiva, e na periferia.

Já o catolicismo perdeu 1,7 milhão de adeptos entre 2000 e 2010. Com o recuo, o número de católicos no país chegou a 123,3 milhões --64,6% da população.

Em entrevista à Folha de S.Paulo, em julho, o ministro Marcelo Crivella (Pesca), bispo licenciado da Igreja Universal, defendeu Russomanno como candidato a prefeito de São Paulo mais próximo do eleitor evangélico.

O ministro elogiou ainda Russomanno pela atuação no Congresso "em defesa da família e da vida".

Líder

Russomanno é líder nas pesquisas. No último levantamento Datafolha, divulgado nesta quarta-feira (5), o candidato do PRB aparece com 35% das intenções de voto. Ele cresceu quatro pontos em relação ao último levantamento, realizado no dia 29 de agosto.

O tucano José Serra está em segundo lugar, com 21%, empatado tecnicamente com Fernando Haddad (PT), que tem 16%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Gabriel Chalita (PMDB) aparece com 7%, seguido por Soninha Francine (PPS), que tem 5%. Paulinho da Força (PDT), Carlos Giannazi (PSOL), Eymael (PSDC) e Ana Luiza (PSTU) têm 1% e os candidatos Levy Fidélix (PRTB), Anaí Caproni (PCO) e Miguel Manso (PPL) foram citados por menos de 1% dos entrevistados.

Os brancos e nulos somam 8%. Os indecisos chegam a 4% do total.

O levantamento foi realizado nos dias 3 e 4 de setembro de 2012 e o Datafolha ouviu 1.078 eleitores. A pesquisa está registrada no TRE-SP com o número SP-00711/2012.

Leia mais sobre as eleições em São Paulo clicando aqui.

 



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos