PSDB representa contra Lula e Eduardo Paes por propaganda antecipada no Rio de Janeiro

Do UOL, em São Paulo

O PSDB entrou nesta segunda-feira (11) com uma representação por propaganda eleitoral antecipada contra o ex-presidente Lula (PT) e o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (PMDB), que vai disputar a reeleição em outubro. A representação foi protocolada no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ).

Lula e Paes são acusados de fazer propaganda antecipada durante o ato de inauguração do sistema de ônibus BRT (Bus Rapid Transit) Transoeste, em Guaratiba, zona oeste do Rio, na última quarta-feira (6). Na ocasião, o ex-presidente afirmou que "vale a pena" pedir voto para o prefeito Eduardo Paes (PMDB).

"Confesso a vocês que, por não conhecer [o prefeito Eduardo Paes, em 2008], eu tinha dúvidas. Mas fui convencido de que eu deveria apostar na figura. Hoje eu posso dizer para vocês que valeu a pena pedir votos para Eduardo Paes. E posso dizer que eu farei isto agora em 2012, só que com muito mais convicção", afirmou Lula em discurso no evento.

As declarações do ex-presidente foram criticadas durante a convenção do PSDB que lançou o deputado federal Otávio Leite (PSDB) como o candidato tucano à Prefeitura do Rio.

"Há uma explícita campanha antecipada. O que é, em si, uma ilegalidade indiscutível, e amanhã [segunda-feira, 11] nós vamos entrar com uma representação [no Tribunal Regional Eleitoral]. É uma ofensa à democracia", afirmou Leite durante a convenção do partido.

A assessoria de imprensa do ex-presidente Lula afirmou que ele ainda não foi notificado judicialmente sobre a representação e que não iria se manifestar sobre o caso.

O UOL tentou contato com a assessoria de imprensa do prefeito Eduardo Paes, mas não obteve resposta até o momento.


 

titulo-box Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos